Esse é o Meu Torneio

Há 67 anos o Corinthians era campeão do Torneio Rio-São Paulo; Conheça a história do campeonato

Publicado em 15 de fevereiro de 2017, às 10h00

No dia 15 de fevereiro de 1950, o Corinthians se consagrava como campeão do Torneio Rio-São Paulo. O título veio em um empate com a equipe do Botafogo-RJ por 1 a 1, que garantiu ao time do Parque São Jorge a primeira colocação no torneio disputado por pontos corridos na época.

Com uma campanha de sete jogos, sendo cinco vitórias, um empate e uma derrota, o Corinthians somou 11 pontos (na época, vitória contava apenas dois) e conseguiu terminar o torneio na ponta da tabela. A equipe ainda marcou 20 gols, sendo nove deles do atacante e artilheiro do Rio-São Paulo de 1950, Baltazar.

Torneio Rio-São Paulo
A primeira edição do Torneio Rio-São Paulo foi disputada em 1933 e contava com a participação de 12 clubes, sendo sete do Estado de São Paulo e cinco do Rio de Janeiro. Com a forma de disputa em pontos corridos, o Palestra Itália acabou campeão da primeira edição do campeonato.

Após a primeira disputa, o torneio não foi jogado até 1950 quando voltou a ser organizado. Em 1934, houve uma tentativa, mas o campeonato foi interrompido na fase classificatória, não havendo campeão. Em 1940, houve nova tentativa, e acabou com o torneio interrompido no primeiro turno.

Finalmente, em 1950, o torneio voltou a ser disputado e criou uma periodicidade. Passou a ser anual até 1966, quando, no ano seguinte, foram incorporados clubes de outros estados, configurando um torneio nacional, que passou a se chamar Taça Roberto Gomes Pedrosa.

À época, o torneio ainda era disputado no formato de pontos corridos. Até 1956, somente clubes paulistas haviam conquistado o Torneio Rio-São Paulo. Em 1957, o Fluminense-RJ foi a primeira equipe carioca a erguer o caneco do campeonato.

O torneio viu as melhores formações da Portuguesa, que levou as edições de 1952 e 1955. Foi no Rio-São Paulo também que a Academia do Palmeiras tornou-se conhecida, em 1965.

Após a incorporação de equipes do outro estado, nenhum outro torneio com clubes apenas do Rio de Janeiro e São Paulo foi criado, até 1993 quando a ideia de um torneio Rio-São Paulo foi retomada e executada. Desta vez, em formato de mata-mata, teve Palmeiras e Corinthians como protagonistas na final, terminando com o alviverde campeão.

Entre 1994 e 1996 não houve a competição por falta de organizadores, mas foi disputada novamente em 1997. Em 1997, o torneio passou a ser organizado em jogos mata-mata de ida e volta, e terminou com o Santos campeão sobre o Flamengo-RJ.

De 1997 a 2002 a competição foi retomada, porém o regulamento foi alterado por algumas vezes. A partir de 1998, o novo formato dividia o torneio em dois grupos de quatro times, com duas equipes de cada estado em cada grupo. Os dois melhores avançavam às semifinais. Este modelo foi utilizado até 2001.

Já em 2002, na última edição do Torneio Rio-São Paulo, foi criado um campeonato com o objetivo de suprimir os estaduais. Com isso, as equipes cariocas colocavam os reservas no estadual, enquanto o Paulistão foi disputado apenas com as equipes de menor expressão que não compunham o Rio-São Paulo.

Em 2003, com o surgimento do Campeonato Brasileiro disputado em pontos corridos, o calendário do futebol nacional não conseguiria mais abrigar torneios interestaduais, fazendo com que o torneio fosse extinto.

Os maiores campeões do torneio são Corinthians, Palmeiras e Santos, com 5 conquistas cada; em seguida, o Botafogo-RJ possui 4; Com 3 canecos, o Vasco da Gama-RJ; Fluminense-RJ e Portuguesa possuem 2 títulos; e Flamengo-RJ e São Paulo possuem 1.

 Sicredi
DirectvGo
Vedacit
Odonto Company
Penalty
Kappa
Açúcar Guarani
Graacc
FPF Academia
iSPORTiSTiCS