Futebol Paulista

Careca marcava primeiro gol como profissional há 42 anos pelo Guarani

Cria da base bugrina, ex-jogador conquistou títulos e foi um dos maiores centroavantes da história do futebol mundial

(Crédito: Acervo histórico/Guarani FC)

Publicado em 20 de abril de 2020, às 11h15

Cria das categorias de base do Guarani, o ex-centroavante Careca saiu do interior paulista para conquistar o mundo com seus mais de 400 gols ao longo de sua carreira. Dono de técnica apurada, o ex-jogador é considerado um dos maiores centroavantes do futebol nacional e iniciou a sua fama de artilheiro contra o Confiança (SE), em partida válida pela Copa do Brasil de 1978.

Sob o comando de Carlos Alberto Silva, Careca apareceu para o futebol com a camisa do Guarani. Com fama de artilheiro, o ex-jogador marcou o seu primeiro gol como profissional na goleada, por 5 a 0, diante do Confiança, do Sergipe, pela fase preliminar da Copa do Brasil. Neste mesmo ano, ajudou o clube campineiro a conquistar o Campeonato Brasileiro, sendo até hoje, a única equipe do interior do Brasil a ser campeão nacional.

Após brilhar com a camisa do Guarani, Careca se transferiu para o São Paulo, onde manteve o alto rendimento e conquistou mais um brasileiro, o de 1986. Pelo clube do Morumbi ainda levantou o título estadual em 1985.

O sucesso em solo nacional o credenciou para a disputa da Copa de 1986, já que quatro anos antes, Careca se contundiu e não fez parte da seleção que participou do mundial da Espanha. Em 1987, transferiu-se para o Napoli, da Itália, onde formou, ao lado do argentino Maradona, uma das duplas mais fatais da história do futebol.

Em solo italiano, conquistou a o Campeonato Italiano, na temporada 1989/1990, além da Supercopa da Itália, em 1990. Um ano antes, já havia conquistado a Copa UEFA, equivalente a atual Europe League.

Careca ainda atuou no futebol japonês, pelo Kashiwa Reysol, antes de retornar ao Brasil para defender o Santos, em 1997, clube pelo qual venceu o Torneio Rio-São Paulo. O ex-jogador ainda defenderia o São José (RS) e o Campinas antes de encerrar a sua trajetória como atleta.

Ficha técnica:
Guarani 5 x 0 Confiança (SE)
Local:
Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas;
Data: 20 de abril de 1978;
Renda: Cr$ 111.740,00;
Público: 4.751.

Árbitro: José Luiz Barreto (RS);
Assistentes: João Leopoldo Ayeta (SP) e José Luís Novais (SP).

Guarani: Neneca; Mauro (Alexandre), Gomes, Edson e Miranda; Zé Carlos, Renato (Gersinho) e Manguinha; Capitão, Careca e Macedo. Técnico: Carlos Alberto Silva.

Confiança: Zé Luís; Gílson, Fescina, Lourival e Tinteiro; Dudu, Mica e Luciano (Carioca); Nininho, Agnaldo e Jaldemir (Furiba). Técnico: Dequinha.

Foto: Acervo histórico/Saopaulofc.net

 Sicredi
DirectvGo
Vedacit
Odonto Company
Penalty
Kappa
Açúcar Guarani
Graacc
FPF Academia
iSPORTiSTiCS