Mogi Mirim Esporte Clube
História

Primeiro time de futebol da cidade de Mogi, o Mogi Mirim Esporte Clube foi fundado no dia 1º de fevereiro de 1932 e no mesmo ano participou pela primeira vez de uma competição oficial: o Campeonato do Interior. No ano seguinte, sagrou-se campeão do torneio que disputou ainda por mais de duas décadas. Enfim, em 1954, a agremiação se profissionalizou e estreou no Campeonato Paulista da Segunda Divisão.


Em 1959, o clube licenciou-se da Federação Paulista de Futebol e permaneceu inativo por dez anos, retornando às atividades profissionais apenas em 1970, novamente na Segunda Divisão. Os anos foram se passando e, entre 1978 e 1981, o Mogi Mirim esteve na Terceira Divisão, retornando à Segunda no ano seguinte. Enfim, em 1985, um dos objetivos foi alcançado, quando conquistou o título do Campeonato Paulista da Segunda Divisão e obteve o direito do acesso à Primeira, em 1986.


Durante oito anos, o “Sapão”, como é conhecido o clube por ter como mascote um sapo, esteve na elite do futebol estadual. Nas temporadas de 1992 e 1993, o elenco que representava a equipe no Paulistão recebeu o nome de “Carrossel Caipira”, em alusão ao estilo de jogo parecido com o da Seleção da Holanda na Copa do Mundo de 1974. Neste grupo estavam jogadores como Leto, Válber e o pentacampeão pela Seleção Brasileira, o meia-atacante Rivaldo, todos comandados pelo técnico Oswaldo Alvares, o
Vadão. Ainda no ano de 1992, o time levantou o título da Copa 90 anos da Federação Paulista de Futebol.


Em 1994, o clube acabou rebaixado à Série A2, mas no ano seguinte conquistou o título da categoria e voltou à elite do futebol paulista. O Mogi Mirim permaneceu nos anos seguintes realizando campanhas intermediárias na competição estadual, enquanto no ano de 2001 foi vice-campeão do Campeonato Brasileiro da Série C, conquistando o acesso à Série B do torneio nacional, competição que disputou de 2002 até 2004, quando foi novamente rebaixado.


Em 2006, clube obteve sua primeira glória com suas categorias de base: o título do Campeonato Paulista Sub 20. Mas no mesmo ano o Mogi Mirim foi rebaixado para a Série A2 do Campeonato Paulista, que disputou em 2007 e 2008. Já com o craque Rivaldo como presidente voltou à elite do Paulistão em 2009 e terminou a competição em 16º lugar.


No ano seguinte, o Mogi mais uma vez não consegue se classificar para a semifinal da Série A1 do Campeonato Paulista ficando na 12ª posição, com 24 pontos. Na Copa Paulista de Futebol também é desclassificado na primeira fase da competição.


De volta do Uzbequistão, Rivaldo chegou a treinar para novamente vestir a camisa do clube no Campeonato Paulista de 2011, mas acertou com o São Paulo já com a competição em andamento e se licenciou da presidência do clube. O Mogi Mirim terminou o Campeonato Paulista de 2011 na 11ª colocação.

Nos dois anos em que se seguiram, o clube fez boas campanhas na primeira fase, mas acabou esbarrando no Santos de Neymar e companhia. Primeiro ficou em sexto lugar em 2012 e derrotado nas quartas de final por 2 a 0 pelo time que mais tarde seria campeão.

Já em 2013, a campanha foi ainda melhor, pois ficou em segundo, dois pontos atrás do líder São Paulo, goleou o Botafogo por 6 a 0 nas quartas de final e recebeu o Santos na disputa da semifinal, onde só foi derrotado nos pênaltis.

As boas campanhas estaduais permitiram uma ascenção nacional ao clube, que chegou à semifinal da Série D do Campeonato Brasileiro em 2012 e conquistou o acesso para a Série C nacional.

Ficha Técnica
Presidente
Wilson Bonetti (Presidente em Exercício)
Endereço
Rua Dr. Ferreira Lima, 150 CEP 13800-199 - Mogi Mirim -
Telefone: 19 - 3806-4311

Web Site Oficial
www.mogimirim.com.br


Fundação
01/02/1932
Estádio Mandante

Estádio Romildo Vitor Gomes Ferreira
Mogi Mirim
Mascote

Quem não se lembra do famoso “carrossel caipira”, formado no início da década de 1990 pela forma tática parecida com que a Holanda atuou na Copa de 1974?

Se ninguém se esquece de Rivaldo, Leto e Válber – as estrelas daquele período que partiram rumo ao sucesso em grandes clubes do Brasil e Seleção Brasileira –, do Sapão, a mascote do Mogi Mirim, o torcedor também vai se lembrar. Afinal, ele faz parte da história da cidade desde os tempos de sua fundação, no século 17, por causa dos brejos existentes em abundância na região. A quantidade de sapos que ficava à beira destes lugares tornou o anfíbio famoso entre seus moradores. A história perpetuou-se até virar o símbolo do Mogi Mirim, fundado em 1932.
Atletas cadastrados
Profissional
Amador
Artilheiros (em competições da FPF)
6 Gols
Magrão
(Paulista A1 - Profissional)
5 Gols
Serginho
(Paulista A1 - Profissional)
2 Gols
Rivaldo Jr
(Paulista A1 - Profissional)
© 2014 Federação Paulista de Futebol - Todos os direitos reservados. FALE CONOSCO    |    EXPEDIENTE