Copa Paulista

Na final, Vallim quer fechar temporada da Inter de Limeira com 'chave de ouro'

(Crédito: Rodrigo Corsi/ FPF/ Powered by Canon)
João Vallim conquistou o vice do Paulistão A3, em 2017, no comando do time alvinegro

Publicado em 13 de novembro de 2017, às 17h00

Classificada para a decisão da Copa Paulista, a Inter de Limeira, dirigida por João Vallim, chegou pela segunda vez em uma final nesta temporada. Após levar o vice-campeonato no Paulistão A3, a equipe tem a chance de coroar o ano com um título, o primeiro do treinador à frente do time. Além disso, com a vaga na fase derradeira, o clube disputará uma competição nacional em 2018 – Copa do Brasil ou a Série D do Campeonato Brasileiro.

“Esse ano foi muito bom para a Inter de Limeira. Conseguimos chegar em duas finais, tivemos o acesso para à Série A2, e, agora colocamos o time numa competição nacional. Se vamos levar a taça ou não, o importante que a equipe vai estar de volta ao cenário nacional. Claro que o objetivo é ser campeão, fechar a temporada com chave de ouro, e jogar a Série D no ano que vem. Mas, aconteça o que acontecer, já estamos muito felizes”, disse o técnico.

Após a derrota para o XV de Piracicaba, por 2 a 1, na partida de ida da semifinal, o time limeirense venceu pelo mesmo resultado no Major Levy Sobrinho, avançou nos pênaltis, e eliminou o atual campeão do torneio. Na visão do comandante, o triunfo só aconteceu por conta de uma característica importante: poder de reação no segundo tempo.

Vallim citou um exemplo do melhor desempenho da Inter de Limeira na segunda etapa, no jogo diante da Ferroviária, adversária da final, na Arena Fonte Luminosa, no dia 30 de setembro. Naquela oportunidade, o time buscou o empate por 2 a 2.

“É um conjunto. Boa preparação física, psicológico que volta melhor depois do intervalo, e a correção dos erros da primeira etapa. Os atletas voltam com certa confiança, sentem que podem reverter o resultado. Esse poder de reação já foi demonstrado em outras oportunidades. No jogo contra a Ferroviária saímos perdendo, empatamos, tomamos outro gol, e fomos buscar um novo empate no fim da partida”, explicou.

Neste sábado (18), a Inter de Limeira volta a enfrentar a Ferroviária, em casa, no primeiro embate da decisão, às 20h.

Sorte e competência
Parcela da classificação foi dedicada à boa atuação do goleiro Rafael Pin, que defendeu duas cobranças na disputa por pênaltis, de Pedrinho e Alex Willian. “A Inter conta com três goleiros muito bons. Tanto que eu fiz o rodízio no gol, então cada vez a gente se surpreendia. O Rafael é um cara diferente, determinado e muito focado. Fora a sorte, tem a competência, que o Rafael tem de sobra”, concluiu Vallim.

Penalty Academia Kappa Marabraz Canon Amanco