Copa São Paulo Jr.

Manthiqueira aposta em jovens da cidade para jogo histórico contra Corinthians

(Crédito: Divulgação/Manthiqueira)

Publicado em 10 de janeiro de 2017, às 07h00

Em sua primeira participação na Copa São Paulo Júnior, o Manthiqueira já faz uma campanha histórica. Com três pontos conquistados após empates diante de Itabaiana-SE, Boavista-RJ e Coritiba-PR na primeira fase, a equipe garantiu a classificação para a etapa de mata-mata. O próximo desafio será nesta quarta-feira (11), diante do tradicional Corinthians.
 

Sem esconder a satisfação pelo momento da equipe, o presidente Dado de Oliveira destaca que foi importante contar com atletas que já defenderam o Manthiqueira no Paulista sub-20 da Segunda Divisão para a disputa da Copa São Paulo.

 
“Esse elenco é basicamente formado por jogadores da cidade de Guaratinguetá mesmo, aproveitamos a base da equipe que disputou o sub-20 da Segunda Divisão e trouxemos apenas mais alguns atletas para compor”, explica.
 

Para Dado de Oliveira, a identificação dos jogadores com o clube e dedicação dentro de campo foram fundamentais para os bons resultados. “É um grupo muito humilde, dedicado, que trabalha demais e isso fez a diferença nessa campanha. Eles vestiram muito bem a camisa do clube e pode ter certeza de que hoje a pele deles é laranja”, diz o presidente.
 

É o que confirma Nilmara Alves, comandante da equipe, destacando que, mesmo com pouco tempo de preparação, o time superou as expectativas. “Sofremos um pouco com o nervosismo na estreia, mas conseguimos chegar até mais longe do que esperávamos. Eles se entregaram em todos os jogos e a gente foi melhorando cada vez mais. A garra deles foi o que fez superar as dificuldades e conquistar essa classificação”, conta.
 

No Manthiqueira desde 2011, Nilmara foi a primeira mulher a assumir o comando de uma equipe masculina no Estado e é a primeira a treinar um time da Copa São Paulo. A treinadora quer aproveitar o momento atual para continuar fazendo história e valoriza o trabalho realizado desde o início do projeto no clube.
 

“Acompanho o presidente e o projeto do Manthiqueira desde o começo, conheço a luta dele e de toda a comissão técnica, sei da luta que foi chegar até aqui. Essa classificação é realmente um marco histórico para o clube, é fruto de um trabalho digno e honesto. Precisamos viver bem o momento”, declarou.
 

No primeiro jogo de mata-mata do Manthiqueira, uma prova de fogo e um jogo que já entra para a história do Manthiqueira: a equipe enfrenta o Corinthians, nesta quarta-feira (11), às 18h45, em Taubaté.
 

“Enfrentar o Corinthians será algo inimaginável para nós, incrível, com certeza será um jogo para entrar para a história do clube”, diz o presidente. Mesmo sabendo da dificuldade de um confronto como esse, a treinadora do time garante que o clima é de tranquilidade.
 

“Os jogadores estão motivados, sabem que é um jogo difícil, o Corinthians é uma equipe de tradição, com jogadores mais rodados. Mas o que a gente passa para eles é entrar em campo, fazer o que eles sabem e jogar a responsabilidade para o adversário. Nosso objetivo é fazer um bom jogo, e no futebol tudo pode acontecer”, disse a treinadora.
 

Independentemente do resultado desta terça-feira (10), a equipe que disputa a Copa São Paulo deve render bons frutos. Nilmara Alves já está de olho em peças que possam integrar também a equipe profissional.
 

“Temos muitos jogadores que estão surpreendendo durante os jogos e são atletas que podem agregar na equipe profissional. Estamos observando todos eles, vendo com quem a gente vai poder contar ou não. É sempre bom poder aproveitar os jogadores da base no time principal, porque essa transição é mais tranquila”, finaliza.

Penalty Kappa Marabraz Canon Amanco